DO FUTEBOL

carmen figuratum

Série do livro Língua

Cartão amarelo

 

 

 

 

vai

ser jogador

de futebol na vida

posição nobre

nossa colonização

é inglesa

in goal

charles miller despertou

o brasil

no dia

nove

de junho

de mil oitocentos e

noventa e quatro

salve

salve salve salve salve salve salve

 

Cartão vermelho

 

 

 

 

não

vi

o brasil de 58

nem o de 62

não vi o brasil de 70

vi o de 1982

bateu na trave

se... se... se... se... se...

se aquela bola entrasse

vi o de 94

2002

senti um orgulho

êxtase efêmero

desci pro vestiário

mais cedo expulso do paraíso

Sonorização: Fabiano Fonseca. Este díptico integra a instalação Literatura & Futebol da Sala Futebol e outras Artes, exposição de longa duração do Museu do Mineirão, 2014. Publicado na revista FuLiA / UFMG, 2018.

Cartão verde

 

 

 

 

e

sp

ero

espero

com uma ânsia voraz

a hora do meu time

entrar em campo

a rádio cidade fala

eu espero ouço

ecoam foguetes e cuícas

espero espero espero

todo mundo espera

com dor com amargura

cronos nos devora

a hora do êxtase também é morte

ah se não fosse o futebol e a poesia na minha vida

 

Esta série de poemas, em forma de plaquete, circulou nos ônibus de Belo Hte por meio do projeto Leitura para todos do núcleo A Tela e o Texto/UFMG; BH-Trans, 2005. "Cartão verde" faz parte do videopoema Willy Fritz Cronos, Simpósio Internacional de Estudos sobre Futebol, São Paulo, 2014.

Fotografia: Rodrigo Albert, 2009.

  • twitter
  • facebook

E-mail: gustavocguimaraes@hotmail.com                                                                                                           Site: coletivo PeDRa LeTRa