TROPOFAGIA

Série do livro Língua

Catequização

 

 

 

  

 

ah    becê

 

           dê     eefe

 

                                gê

agá i jota

 

           ele eme ene

ó p

 

           que erre esse-te

 

                u vê

 

                                  xis zê

 

Música: A chamada, Milton Nascimento - Milagres dos peixes, 1973.

 

Gemiótica

 

 

 

 

g de gato

 

gente giga gruna gota

 

água guamá iguape

 

grafo sua graça

 

grego germânico guarani

 

galgo gajo galhardo

 

sobre pelos através

 

girando girando em nós

 

gê quem tu és?

 

gênero agruras algoz

 

je suis des gês

 

glisso gaitas fagotes e guitarras

 

garatujo geometrias

 

gravo glifos negro gris

 

guturalizo garganteio grito

 

gal gil gol

 

estou grávido de ti

 

 

 

Este poema integra a antologia Portuguesia. Belo Hte: Anome Livros, 2009.

Letras para uma oração

 

 

 

no princípio, o ar

 

apocalíptico

 

trevas tristezas trombetas

 

enunciação maldita

 

caos

 

lixívia, luxúria, lexélia

 

lexiogênico

 

amorados perdões

 

sim, perdões

 

sempre houve culpa, culpados?

 

 

ó, meu pai! onde foi que eu errei?

 

onde está a gênese de tamanho sofrimento?

 

em que léxico encontrar?

 

em que língua exprimir?

 

por quê? por quê? por quê? por quê?

 

qvid? perché? pour quoi?

 

 

bendita seja a hora

 

ó deus dos sete céus

 

das sete notas

 

                   do arco-íris

 

                                                 dos pecados capitais

 

                         descanse e me deixe gozar sem culpa

 

         ao menos por um dia em teu posto.

 

livre-me dos maus pensamentos, das palavras,

 

das tentações efêmeras da carne

 

das letras esfuziantes que me invadem

 

eu quero é...

 

o júbilo da alma

 

aparições epifânicas

 

engravidar-me delas e

 

ter sete filhos

 

sete vezes de cócoras

 

arregaçando-me de prazer em parir

 

eu quero ainda um homem para cuidar

 

monogamia

 

bodas de ouro

 

orações rigorosamente às seis da tarde

 

orquídeas bromélias oboés

 

        

 

no palco da vila

 

no palco da vida

 

ao menos por um dia, deus meu,

 

dá-me a glória estelar

 

de acreditar em parto sem dor

 

no casamento e

 

em outros palcos para além deste

 

 

o espetáculo não pode...

Alterbiográfico

 

 

 

 

 

ele e eu

 

ele eu

 

e ele

 

leu

 

eu

 

 

 

ao léu

 

o léu

 

leu

 

eu

 

 

 

deus

 

deu

 

eu

 

 

 

eu ele leu deu deus

 

em meu

 

uso desuso deu o abuso

 

 

 

eu

 

não existo neste poema

 

eu

 

só existe nele

 

Nascimento

 I - Xenoglossia

 

 

 

 

 

         Milton

         I’m not

         Into

         I  to

         It

         I

 

 

Mil tons

Il tons

Il son

Il os

Il o

Il

l

 

 

        II – Transcriação

 

 

        Eu nau

        Dentro

        Eu para

        Ele

        Eu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 ​

 

Ele tom

Ele som

Ele osso

Ele o

Ele

Ela

 

 

 ​

  • twitter
  • facebook

E-mail: gustavocguimaraes@hotmail.com                                                                                                           Site: coletivo PeDRa LeTRa